domingo, 4 de janeiro de 2009

Máxima do Cláudio

..
Tô tranquila em casa, baixando as fotos que fiz na casa da Elô, toca meu celular - ai que saco - saio correndo pensando quem podia ser: Dani, Carol, Daniela, meu pai, era o Claúdio Animal Pineda, direto da Itália. Ah, que delícia...estava mesmo pensando nele. E aí, do outro lado do oceano ele manda essa máxima pra nós, simples mortais, que nem fazemos retiro na Itália com o Lama - que eu não sei escrever o nome.
.
NÓIS NUM QUÉ MIGALHA
POR QUE NÓIS NASCEU
PRA ABUNDÂNCIA!
.
dá-lhe Crau
.

Almoço de Ano Novo

.
Primeiro domingo do ano, a gente já estava festando. Temos muito que comemorar, afinal, amigos, carinho e convivência, são motivos de contínuo agradecimento. Fomos pra casa da Eloca, eu, a Bia e o Daniel, que chegou mais tarde. Estava delicioso, rimos muito - que novidade - contamos nossas passagens de ano, nossas alegrias e os nem tanto assim, e ficamos fazendo aquilo que os amigos que se gostam fazem: implicando, gozando e cutucando.... Brincadeira, mas é tem um fundo verdade.
Aqui o Charme da cozinha mineira da Eloca, que de louca não tem nada. Reparem no fogão, a falta do paninho azul do lado esquerdo. Pois é, num dos nossos almoços o Cláudio, um verdadeiro animal, pôs fogo no baratinho.
.
Bia véi só na cerveja....
.
e nos aperitifs de france, acompanhada por seu fiel-admirador-eterno, Daniel.

Eloca começa o rango.....

As mestre-cucas em ação

.
Gente, tipo almoço na Toscana!

Lavando louça com a Eloca devorando os restos




.
Olha a rosácea - ou estrelácia? - do chão da cozinha.....coisa linda, uma estrela, como a querida Elô.